ervas medicinaisExiste uma infinidade de plantas com valores medicinais, são os remédios mais antigos da humanidade, e até hoje, são extremamente eficazes. As aplicações, curas, entre outros estudos relacionados às ervas medicinais, chama-se Fitoterapia.

Hoje, esse método terapêutico utiliza a parte ativa das plantas e as prepara de diversas formas, como chás, extratos, cápsulas, óleos, cremes, pomadas, florais de bach, dentre outros. Mas é importante lembrar que, existem ervas que são tóxicas e podem causar danos à sáude. Por isso, é indicado buscar sempre a ajuda profissional.

Medicina Popular

As plantas medicinais são usadas em grande escala pela população que busca alternativas mais saudáveis na tentativa de curar doenças e enfermidades. No entanto, é necessário atentar-se ao consumo das plantas que podem complicar e atrapalhar o tratamento.

Vejam as principais crendices populares relacionadas à saúde:

  • O uso do anel de uma viúva no olho para tratar o terçol (infecção na pálpebra);
  • Assustar uma pessoa quando ela está soluçando;
  • Usar batata na testa para reduzir a enxaqueca;
  • O uso de pasta de dente e manteigas para tratar queimaduras; Usar vinagre para acabar com as caspas no cabelo.

Chá: Recebe esse nome apenas o que for feito com Camellia Sinensis, uma planta que origina os chás preto, branco e verde.

Infusões: Preparadas com cascas de frutas, folhas, sementes e raízes. Elas não adicionam chá.

Veja em nosso site, as principais ervas medicinais, quais suas funções, e qual erva usar em determinadas situações, como dores, doenças e machucados.

Principais Ervas Medicinais

Conheça as principais ervas medicinais e suas funções no organismo:

A

chá de hortelãAgrião: antiinflamatório, descongestionante, digestivo, diurético, antiescurbútico, cicatrizante, depurativo, tônico estimulante, anti-caspa.

Alcachofra: diurético, atua nos distúrbios digestivos e hepáticos, ajuda a abaixar a pressão arterial e aumenta a secreção biliar.

Alecrim: combate problemas cardíacos, flatulência, inflamações nos rins, fígado, estômago e intestino, combate à tosse, asma, gripe e também é cicatrizante.

Alfafa: rica em vitaminas, minerais, potássio, magnésio, fósforo, cálcio, ajuda nas anemias e hemorragias.

Alfavaca: antisséptica, ajuda na cicatrização de feridas e hematomas, pode ser usada em inflamações na garganta, mau hálito e aftas.

Alfazema: antisséptica, antidepressiva, analgésica, ajuda na cicatrização, estimula a circulação periférica, purificante e repelente.

Algodoeiro: diurético e emenagogo*, ajuda a amenizar dores e cólicas. Utiliza-se a casca da raiz.

Folha de Amora: combate a diabetes, é sedativa, expectorante, antiinflamatória, ameniza os sintomas da menopausa, problemas cutâneos, etc.

Angélica: ajuda na digestão e na insuficiência de suco gástrico.

Anis: combate à enxaqueca, cólicas, deficiências cardiovasculares, asma, ajuda a aumentar o leite materno e favorece as secreções salivares, gástricas e a lactação.

Arnica: anti-inflamatória, antisséptica, analgésica e serve como tônico estimulante.

Aroeira: balsâmica e adstringente, combate à bronquites, gripes, febre, problemas nas vias urinárias e secreções.

Arruda: estimulante, antiespasmódica, emenagoga, estimula as fibras musculares, ajuda a aumentar a resistência de vasos capilares sanguíneos, combate os problemas respiratórios.

Assa Peixe: ajuda a estancar sangramento, é eficaz contra a gripe, tosse, bronquite e alivia dores no peito e nas costas.

B

Babosa: antibactericida, cicatrizante, antioxidante e muito utilizada para problemas na pele como queimaduras, acnes, hanseníase, etc.

Boldo: diurético e combate os problemas digestivos.

C

Calêndula: antialérgica, cicatrizante, antisséptica, ajuda na regeneração de tecidos danificados e, também, na diminuição da gastrite.

Camomila: calmante, digestiva, antialérgica e anti-inflamatória.

Carvão vegetal: eficaz na eliminação de toxinas.

Capim-Cidrão: analgésico, antitérmico, sedativo, ajuda a aumentar o tempo de sono e a diminuir a atividade motora.

Cardo-Santo: adstringente, diurético, antisséptico e expectorante.

Carqueja: ajuda a limpar toxinas do sangue, tem uma ação benéfica sobre intestino e fígado.

Cavalinha: adstringente, anti-inflamatória e revitalizante.

Chapéu-de-couro: depurativo, ajuda em problemas na pele e também tem o efeito laxativo.

Cipó-mil-homens: emenagogo, cura picadas, estimula os rins, fígado e baço, combate à cólicas intestinais e febre.

Cordão-de-frade: diurético, ameniza dores de estômago e age como um bom “xarope”.

D

Dente-de-leão: diurético, depurativo de sangue, tônico hepático e ajuda a desinflamar fígado e rins.

E

Erva-de-Bicho: ameniza hemorragias, ajuda no tratamento de hemorroidas e varizes, tem efeito circulatório e ajuda no desempenho cerebral e raciocínio.

Erva Macaé: combate a pressão alta, colesterol e ajuda em inflamações na pele.

Erva Doce: calmante, expectorante, diurética, coagulante, combate à náuseas, cólicas, insônia, vômitos, dores de cabeça e minimiza sintomas de asma, bronquite e tosse.

Espinheira-Santa: antisséptica, cicatrizante e combate vários problemas do aparelho digestivo.

Eucalipto Aromático: antisséptico, combate doenças pulmonares e respiratórias e é usado em inalações.

Erva Cidreira: combate à indigestão, gripe, dor de cabeça. Age como calmante, cicatrizante, entre outras funções.

G

Giseng Brasileiro: revitalizante, rejuvenescedor, ajuda na circulação, combate o estresse e inibe o crescimento de células cancerígenas.

Gengibre: anti-inflamatório e estimulante gastrointestinal.

H

Hipérico: antidepressivo, calmante e descongestionante.

Hortelã: anestésica, antisséptica, estimulante sobre o aparelho digestivo, exerce uma ação tônica e possui muitas vitaminas e minerais.

I

Ipê Roxo: antibiótico, analgésico, anticoagulante.

J

Jatobá: combate complicações pulmonares.

Jurubeba: ajuda na prisão de ventre e estimula as funções do fígado e do baço.

L

Louro: combate à má digestão, ressaca alcoólica e problemas no fígado e estômago.

M

Malva: cicatrizante e combate problemas respiratórios.

Manjericão: ajuda na eliminação de gases.

Mil folhas (Novalgina): abaixa febre, pressão alta, ajuda na circulação, alivia dores, problemas no estômago e no fígado.

N

Nóz moscada: antirreumática, digestiva e atua no combate à pressão alta.

P

Pata-de-vaca: hipoglicemiante muito indicado para tratamento de diabetes.

Poejo: age no combate à gripes e resfriados.

Q

Quebra Pedra: diurético, hipoglicemiante, antibactericida, ajuda na desobstrução da uretra e na eliminação de ácido úrico.

R

Romã: adstringente, elimina vermes, combate à inflamações na garganta e cólica.

S

Sálvia: antisséptica, adstringente, estimulante e hipoglicemiante.

T

Tanchagem: bactericida, ajuda a eliminar secreções e combate à diarreia.

Tília: sudorífica, descongestionante e relaxante. Ajuda em casos de febre, resfriados, dor de cabeça, enxaqueca, dores estomacais e tensões nervosas.

U

Urtiga: revitalizante, hipoglicemiante, tônico capilar e ajuda a melhorar a circulação sanguínea.

Z

Zedoária: depurativa de sangue, promove a dilatação dos vasos sanguíneos, ativa a circulação, ajuda na digestão, normaliza as funções do estômago (disfunções no estômago podem gerar mau hálito), fígado, ajuda a eliminar o máu hálito e limpa as vias respiratórias.

*Emenagogo: é o nome que se dá a toda substância que facilita ou aumenta o fluxo menstrual.